DESTAQUE: Acesse nossos INDICADORES DE ONCOLOGIA

Category: Estudos

Outubro Rosa e luta contra o Câncer de Mama

A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990, e desde então, promovida anualmente na cidade. A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença (1).  A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa é datada de 02 de outubro de 2002,  marcada pela iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), situado em São Paulo-SP (2).

Read More

Quanto Custa Tratar Um Paciente com Câncer no SUS em 2016

Diariamente estamos expostos a fatores de risco como alimentação inadequada, inatividade física, aumento do sobrepeso, tabagismo, uso excessivo de álcool e outras drogas. Todos esses fatores propiciaram uma transição epidemiológica com predomínio das doenças crônicas não transmissíveis, dentre elas o câncer. Os tratamentos contra o câncer representam alto custo para os sistemas de saúde brasileiros. Gestores reconhecem que as despesas com o tratamento de câncer vêm crescendo de modo preocupante e buscam alternativas para a minimização de seus custos.

Read More

Raio-x do Câncer (Estimativa de Incidência 2016-2017)

Baseados no artigo (1) do dr. André Médici e Kaizo Beltrão, realizado no ano de 2012, no qual foi feita uma análise dos aspectos sociais, demográficos e econômicos do câncer, fizemos este estudo e adaptamos essa análise à atual incidência de câncer, divulgada no início deste ano pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) para o biênio 2016-2017. Este é o primeiro estudo de outros dois que publicaremos a seguir e que vamos ter como referência principal o artigo citado. Aqui, falaremos sobre os principais tipos de câncer no Brasil, fatores de risco e acesso aos meios de prevenção.

Read More

Panorama do Tratamento Fora de Domicílio para Pacientes Oncológicos

O Tratamento Fora de Domicílio (TFD), instituído pela Portaria n° 55/99², da Secretaria de Assistência à Saúde (Ministério da Saúde, é um instrumento legal que visa garantir, através do Sistema Único de Saúde (SUS), tratamento médico a pacientes portadores de doenças não tratáveis no município de origem, quando não houver ou estiverem esgotadas todas as opções de tratamento naquele local. Dessa forma, o TFD consiste em uma ajuda de custo ao paciente e seu acompanhante (quando houver necessidade), encaminhados pelo médico de algum serviço do SUS às unidades de saúde de referência em outro município ou Estado, desde que haja possibilidade de cura total ou parcial, limitado a um período estritamente necessário a esse tratamento e considerando os recursos orçamentários existentes.

Read More

A Jornada do Paciente com Linfoma de Hodgkin no Brasil

Com origem no sistema linfático, o Linfoma de Hodgkin (LH), também conhecido por Doença de Hodgkin, é um câncer que acomete as nossas células de defesa e pode se desenvolver em qualquer parte do corpo, mais frequentemente nos gânglios linfáticos presentes no tórax, pescoço, axilas ou virilha. Quase a totalidade dos pacientes (98%) relata ter apresentado algum sintoma antes de descobrir a doença, enquanto que apenas 2% foi diagnosticado em exames de rotina (1).

Read More

Dos Dados de Hoje às Mortes por Câncer em 2029

Se a forma como o Brasil conduz a Política Nacional de Atenção Oncológica não for modificada, em 2029 o câncer se tornará a primeira causa de morte no país e, pela primeira vez, ficará à frente das doenças cardiovasculares (1,2). Mas será que as chances de morrer por câncer serão iguais entre homens e mulheres residentes das diferentes regiões brasileiras? Além disso, será que os cânceres que mais matam hoje serão os mesmos que mais matarão em 2029? As respostas, que podem até parecer intuitivas, não são tão óbvias e para obtê-las, ainda que com grande margem de incerteza, é necessária uma rigorosa análise dos dados históricos, compreensão das políticas públicas em curso no âmbito da prevenção e do tratamento do câncer e uma visão sistêmica sobre as tendências de longo prazo dos indicadores demográficos e sociais.

Read More

PTI e Câncer: o que há de comum entre essas duas doenças?

A primeira coisa que vale ressaltar é que a Púrpura Trombocitopênica Idiopática ou Imune (PTI) não é câncer. Porém, a PTI é uma doença do sangue com sintomas muito parecidos com os de algumas doenças oncológicas como as leucemias, por exemplo. Por ser caracterizada pela baixa contagem de plaquetas (1), os hematomas e/ou os sangramentos espontâneos são sinais bastante comuns aos pacientes com PTI. Os sintomas estão presentes em 76% dos pacientes, principalmente os hematomas pelo corpo, que acometem 79,3% deles (2).

Read More

Talassemias e as Terapias Quelantes de Ferro

A talassemia é um grupo de doenças do sangue caracterizadas pela produção inadequada de hemoglobina. A talassemia é uma doença genética e hereditária e pode ser de dois tipos: talassemia alfa ou talassemia beta. Como a hemoglobina é formada por cadeias de globina alfa e cadeias de globina beta, quando ocorre a mutação no cromossomo 16 (local da informação genética para a produção da globina alfa) surge a talassemia alfa, quando a mutação é no cromossomo 11 (local da informação genética para a produção da globina beta) surge a talassemia beta (1).

Read More

10 Perguntas e Respostas para Entender Melhor o Transplante de Células-Tronco

1. O que são células-tronco hematopoéticas?

As células-tronco hematopoéticas são células que tem a capacidade de se diferenciar e produzir todos os tipos de células sanguíneas e do sistema imune, como as hemácias, os linfócitos, entre outras. As células-tronco têm três características que as distinguem dos demais tipos de células: são células capazes de se dividir indefinidamente, são indiferenciadas, mas podem se diferenciar sob certos estímulos (1).

Read More